Notícias

terça-feira, 4 de junho de 2019

Escore de Cálcio Coronariano

Fonte: Dr. Estevan Cabeda - Clínica Kozma

ESCORE DE CÁLCIO CORONARIANO

Por que você deveria fazer esse exame?

Seu João, 55 anos, tomando medicação para colesterol e pressão alta, foi ao consultório de um cardiologista levando o resultado de um exame chamado escore de cálcio que se demonstrou normal (zero). O cardiologista mudou a sua conduta e alterou algumas medicações levando em conta que o Sr. João era um paciente de baixo risco para eventos cardíaco futuros. A sua esposa, que também foi ao cardiologista, levou o mesmo exame com valor de 150. O mesmo cardiologista iniciou o tratamento para colesterol e também foi mais categórico nas medidas comportamentais e dietéticas.

O escore de cálcio é uma tomografia de tórax, acoplada ao eletrocardiograma, não sendo necessário nenhum preparo, acesso venoso ou jejum. O exame é rápido e seguro devido à mínima carga de radiação e o não uso de contraste iodado. Esse método diagnóstico, avalia se existe placas de cálcio nas artérias coronárias (conhecido como aterosclerose coronariana) que são as artérias que irrigam o coração de sangue e quando obstruídas ocasionam o infarto. Apesar do escore de cálcio não indicar se a pessoa tem ou não obstrução coronária, altos níveis de escore de cálcio indicam maior probabilidade da presença de obstrução das artérias coronárias e eventos cardíacos futuros como infarto do coração.

O escore de cálcio coronariano é considerado a MELHOR ferramenta para investigação de doença arterial coronariana nos pacientes que desejam fazer check-up cardíaco. Segundo estudos recentes publicados em revistas internacionais renomadas, é o melhor método para estratificar se o paciente tem baixo risco ou elevado risco de eventos cardíacos no futuro quando comparado a outros métodos de investigação, e além disso, condiciona o médico a tratar adequadamente os pacientes com colesterol elevado. Pesquisa recente publicada ano passado, demonstrou que mesmo que o paciente tenha colesterol elevado, porém, com escore normal, não haveria tanto benefício no tratamento com mediações para baixar o colesterol, de outro lado, o mesmo com colesterol também alterado e escore de cálcio positivo, principalmente se o número do escore coronário for maior que 100, a indicação de tratamento de colesterol se torna quase que absoluta com doses mais robustas porque a chance de desenvolver um evento cardíaco futuro aumenta.

Então, quem deve realizar o escore de cálcio coronariano? O escore de cálcio faz parte do famoso rol de exames de “check-up cardiológico” e é indicado para pessoas SEM SINTOMAS, geralmente pessoas acima de 40 anos, com fatores de risco cardiovasculares como hipertensão, colesterol e tabagismo, diabetes ou histórico familiar de infarto, entre outros.

Converse com seu cardiologista, ele é o especialista mais indicado para solicitar e discutir esse e demais exames com você.

 

Minicurrículo:

Estêvan Vieira Cabeda, é cardiologista e responsável pelo setor de tomografia e ressonância cardíaca na clínica Kozma.Especialista em tomografia e ressonância cardiovascular pelo Instituto do Coração (InCor – USP/SP). Fez doutorado em medicina pela USP-SP. Fellowship em diagnóstico por imagem em cardiologia pela Cleveland Clinic, Estados Unidos. Possui ampla experiência e é autor de diversos trabalhos e publicações nesta área.